Antonio Tebyriçá – Ocupação

Aproveitei o Arte Core e estiquei a estadia aqui no Rio. Nada melhor do que ter um tempo livre para descobrir o que tem de novo, o que a cidade maravilhosa pode nos trazer de presente.

Já conhecia o Antonio de outras vindas, mas não conhecia seu trabalho de arte. Trombei ele por aqui e combinamos de ver sua expo que está rolando na Pequena Galeria-Centro Cultural Candido Mendes, no Centro, bem em frente a praça XV. Então, de praxe, aquela expiada nas artys e depois aquele rolê bem largado de centro.

 

 

 

O trabalho dele realmente me surpreendeu! Imagine se Basquiat e Keith Haring andassem de skate. Tipo isso, só que coloque o Rio de Janeiro em suas vidas. Porra, fazia tempo que não via algo novo vindo das ruas, cheio de matéria, ressignificações, pinturas despretensiosas e originalidade. O pertencer da rua, o ressignificado (pode ser clichê) de objetos encontrados, junto com desenhos alongados, aquelas famosas (pra gente que construiu rampas) madeirites rosas e muita bituca de cigarro. Como não sou crítico de arte, vou parar por aqui e deixar o convite para quem estiver no Rio ver a expo do Tebyriçá, ela vai até o dia 27 de outubro.

 

 

 

Texto e fotos por Renato Custódio