Intervenção na capa: Dimas Forchetti

 

Entre os artistas que convidamos para se expressarem na capa branca da Vista a.d.d. – a última edição impressa da Vista, está Dimas Forchetti.

Dimas tem hoje 33 anos, mas sua relação com a arte começou desde criança. Morava na Vila Babilônia, Zona Sul e São Paulo, e foi por lá que começou seus primeiros rabiscos, pirava no grafitti e pixação desde pequeno e o rap acompanhava tudo.
Sua avó tinha uma forte ligação com a Umbanda, as imagens das entidades se faziam presentes em casa e Cablocos e Exus chamavam sua atenção e se misturavam com suas referências.

 

 

Hoje em todo seu trabalho artístico, também soma suas experiências com a faculdade de Publicidade e Propraganda e Motion Designer, mesclando a ilustração com animação.

Dimas conta que tenta sempre passar um questionamento interno do ser humano em seus trampos, abordando temas relacionados à religião, o ocultismo e o misticismo, misturando os “valores comuns” com a dúvida interna de cada indivíduo em relação a vida, a morte, a fé ou comportamento.

 

 

E tudo isso rola com inspiração em trampos de vários artistas de variados estilos, como Barry Mcgee (Twist), Onesto, Vitché, Samico, Alex Cerveny, Ruff Mercy, Herbert Baglione e vários outros.

Dimas leva o seu momento presente em consideração quando se trata de realizar seus trampos, na sua lista de coisas feitas tem desde exposições, criação de identidade visual para eventos até uma editora de zines em parceria com um amigo.

 

 

Na capa da Vista A.D.D., Dimas quis ligar o skate aos valores que normalmente transparece em suas artes, com um resultado “sério” e todo em preto e branco, as ilustrações preencheram a tela em branco que é a capa da revista.

 

 

Curtiu? Você pode acompanhar as expressões artísticas do Dimas pelo Instagram, @dimasforchetti.