Janelas Quebradas

 

por. Rafael Webber
 

Você já ouviu falar sobre a teoria das Janelas Quebradas? Um artigo publicado em 1982 fala que: “Considerando um edifício com algumas janelas quebradas. Se as janelas não forem reparadas, a tendência é que vândalos comecem a quebrar mais algumas janelas, pixar a fachada, e/ou depositar lixos em frente. Eventualmente, eles chegam a invadir o prédio e vandalizar internamente, tudo isso de forma natural e progressiva”.
 

Pois então, eu passava por esse pavilhão abandonado toda semana, mas ele estava lacrado com tapumes. Um dia estava com o amigo Lucas Dillemburg e vimos um buraco aberto, um dos tapumes havia caído pela tempestade do dia anterior, e naquele momento não pensamos duas vezes: “Vamos entrar? Foi!”
 

Então fomos explorando sala à sala desse novo mundo que se abriu pra nós, tudo era novo e diferente e mal sabíamos por onde começar. Quase que incrédulos de tantas possibilidades encontradas, fomos organizando pequenas “expedições” e sessão após sessão, fomos descobrindo novos picos ali, e lidando com a falta de outros. Pois notamos que não apenas nós skatistas vimos um “lar” ali, mas também catadores, moradores de rua, grafiteiros, e tantos outros.
 

Para nós, a progressão do vandalismo se deu através de novas manobras e percepções do espaço, a vivência e a convivência nos trouxe alegria e parceria também.
 

Assista agora:
 

JANELAS QUEBRADAS from Rafael Webber on Vimeo.