Novas da Vans

 Olha pessoal, está difícil resumir em pouco espaço todos os lançamentos da Vans. Mas também, quem quer resumo de coisa boa? Aí pode deixar rolar, né? Então, nas últimas semanas uma enxurrada de coisa boa chegou ao Brasil e a gente fez um compilado de 3 das nossas preferidas. Tem collab com artista do momento, com a maior série de tv de todos os tempos e com um museu que tem nada mais que Monet, Kandinsky, Dalí, Munch e Pollock. Mas vamos ao que interessa:

Se você não sabe, o Anderson .Paak, é o primeiro Embaixador Global de Música da Vans. O vencedor do Grammy trabalhou em uma coleção exclusiva de dois acessórios inspirados nas suas raízes sul californianas e nos seus álbuns inovadores “Venice” e “Malibu”.

São dois buckets, sendo o primeiro desenvolvido baseado no álbum de estreia de .Paak, “Venice”, customizado por um padrão de estampa ondulada inspirada nos tons do icônico pôr do sol californiano em combinação com a paleta de cores dos murais artísticos e das coloridas luzes da contínua orla de Venice Beach e Santa Mônica, anunciando o início das agradáveis e intermináveis noites de verão do estado dourado americano.

Finalizando a coleção, o segundo bucket presta uma homenagem ao álbum, “Malibu”, que também apresenta um padrão de curvas psicodélicas em preto e branco, inspirado pelas colagens da capa da obra lançada no ano de 2016 que representa as influências de composição, os gêneros de referência e principalmente o estado de êxtase quando o artista faz o que mais ama: música.

Quem nunca viu Os Simpsons não sabe bem o que está fazendo nesse nosso mundo ocidental. A maior e mais importante série animada de todos os tempos chega ao drop #3 da sua collab com a Vans. Destaque para os produtos de merchan da “Lisa Para Presidente”.
Disponível para adultos crianças e bebês, o tão aguardado Sk8-Hi (1987-2020) orgulhosamente recebe os integrantes da família Simpson nas áreas externas dos cabedais do par, com o pé direito celebrando o passado e os primeiros rascunhos da família, concebidos no ano de 1987, enquanto o pé esquerdo é representado pelos traços mais recentes e atuais dos personagens, mais precisamente da 31ª temporada, estreada no Brasil no mês de Agosto de 2020.
A coleção também conta a principal camiseta da coleção que carrega a estampa dos Simpsons nas costas, além do Sk8-Hi e da pochete Lisa Fanny Pack, que ilustram a estampa do pôster da campanha eleitoral à presidência da personagem durante a 11ª temporada.

Homenageando o garoto de espírito destemido, aventureiro e “Off The Wall”, o Chukka Pro é representação exata do tênis de Bart Simpson, que raramente é visto fora do seu icônico skate verde e laranja. Para finalizar, o tênis apresenta um detalhe fiel, minucioso e primordial: o ponto branco médio na lateral de ambos os pés do par, carregando em baixo relevo, o crânio de Bart sobrepondo dois ossos cruzados.

Já o Era em sua versão mais tradicional retrata a relação de “gato e rato” dos desenhos tradicionais de uma maneira um tanto quanto não convencional, contando com uma estampa hilária das confusões protagonizadas entre os personagens do programa de TV infantil que se passa dentro da série, “Itchy e Scratchy”, traduzido em português para Comichão e Coçadinha.
Para completar o desembarque final da coleção em solo brasileiro, o ComfyCush Slip-On carrega alguns dos personagens da cidade de Springfield, celebrando a série mais icônica da história da televisão.
E por último, mas jamais menos importante, a sensacional coleção Vans e MoMA. A colaboração que celebra a coleção do Museu e obras de artistas proeminentes como Claude Monet, Vasily Kandinsky, Salvador Dalí, Edvard Munch, Jackson Pollock, Lybov Popova e Faith Ringgold.
“O MoMA está orgulhoso de apresentar uma coleção colaborativa com a Vans, pois eles também têm um rico legado de apoio à expressão artística”, adiciona Robin Sayetta, Diretor de Licenciamento e Parcerias do MoMA. “Buscamos um número limitado de colaborações de produtos, e o nosso objetivo é sempre de envolver um público mais amplo em combinação com a arte moderna. Estamos entusiasmados em alcançar os amantes da arte em todo o mundo por meio da rede global da Vans.” Dá um confere nessas verdadeiras obras de arte.
Inaugurando a cápsula dos artistas, a coleção Vans x MoMA apresenta Claude Monet, uma indiscutível força do movimento impressionista, que durante toda a sua vida documentou a constante mudança do campo francês em seu trabalho de paisagismo ao ar livre, concebido a partir de uma única inspiração: a observação da natureza. A série do pintor francês homenageia a sua icônica assinatura “Water Lilies, 1914-1926”, uma obra feita nos últimos anos de Monet em sua casa na pequena cidade de Giverny, França, que foi cuidadosamente escolhida para customizar a nossa primeira silhueta, o Authentic, além de revestir um boné, um moletom e uma mochila.
Vasily Kandinsky acreditava que tanto a cor quanto a forma evocavam o seu próprio poder e emoção, independentemente das imagens e objetos. Utilizando da impressão intitulada de “Orange, 1923”, que Kandinsky fez enquanto lecionava na escola alemã de arte e design Bauhaus, as peças de vestuário e acessório celebram essa investigação em formas e sinais abstratos que estampam meticulosamente uma camiseta de manga curta, um moletom sem capuz e um boné.
Salvador Dalí se inspirou no subconsciente, nos sonhos e na imaginação em suas obras surrealistas que mesclam o real e o inventado. Uma de suas contribuições mais conhecidas, a obra “The Persistence of. Memory, 1931” e o tom de azul que preenche o mostrador do relógio da pintura de Salvador Dalí foram escolhidos para desenvolver moletom que celebra a criatividade do artista espanhol em combinação com o espírito “Off The Wall” da Vans.
A quarta apresentação foi profundamente baseada no impactante trabalho de Edvard Munch e de sua obra mais conhecida, “The Scream, 1895”. Capturando o grito infinito da natureza e a angústia perpétua, uma versão impressa dessa pintura foi cuidadosamente incorporada em cada um dos painéis de lona do Vans Era, em um padrão sequencial que também pode ser encontrado na mochila Old Skool Backpack e em um moletom com capuz.
Jackson Pollock foi um dos principais pioneiros do movimento experimental “action painting”, um processo criativo que consiste na técnica de gotejamento e despejamento de tinta nas superfícies das lonas branco de uma forma física, expressando a sua criatividade de forma abstrata ao invés de ilustrá-la por desenhos. A obra “One: Number 31, 1950” de Pollock transformou completamente o Authentic através de uma aplicação do padrão do artista americano sobre todo o cabedal e a vira da silhueta. Uma camiseta de manga curta e um boné camper também são tomados pelas gotas experimentais de Pollock.
Lybov Popova abordou a pintura como um ato de “construção” usando cor, linha e forma para criar um trabalho dimensional que expressasse o movimento e o dinamismo. Para a coleção Vans x MoMA, a obra “Untitled, 1917” foi a escolhida para estampar o clássico Sk8-Hi, utilizando cada lado do cabedal para traduzir a visão vanguardista da artista, que é reforçada por um moletom sem capuz e uma camiseta de manga curta.
Para finalizar a séries dos artistas, nós orgulhosamente apresentamos Faith Ringgold, uma aclamada pintora, escritora, escultora, arista performática, educadora e ativista cujo todo o trabalho destaca suas experiências com racismo e injustiça social. Os curadores da coleção Vans x MoMA trabalharam de maneira próxima e estreita com Ringgold para elevar sua arte da sua obra “Woman Free Yourself, 1971”, que traz as letras em negrito para o pé esquerdo do Era, enquanto pôster “Freedom Woman Now, 1971” assina o pé direito para formar o lema que foi convocado durante a prisão de Angela Davis. As palavras poderosas de Ringgold também são escritas e tangilibilzadas pelo bucket reversível e por uma camiseta de manga longa.
Uma segunda silhueta, dessa vez o clássico Slip-On, foi customizado a partir da primeira série de pinturas abstratas de Ringgold, “The Windows of the Wedding”, desenvolvida na década de 1970. A frase “My mother said I’d have to work twice as hard to go half as far.”, sendo traduzida em português para “Minha mãe disse que eu teria que trabalhar duas vezes mais para ir até a metade” que carrega a mensagem da incansável luta diária das mulheres e de Faith Ringgold por justiça foi minuciosamente estampada na vira do tênis na caligrafia da artista.
E ainda tem um detalhe especial para os pequenos. Para despertar a criatividade e envolver as crianças com a arte, a coleção apresenta uma linha exclusiva para crianças e bebês composta por cores e elementos que incentivam a interatividade e a ludicidade. A Vans trabalhou com os educadores do MoMA para desenvolver um Slip-On composto por elementos que permitem às crianças customizarem os seus tênis, proporcionando uma experiência criativa prática e divertida. Já o Old Skool oferece uma oportunidade única de educar as crianças sobre a teoria da combinação das cores, através da apresentação da distinção entre as cores primárias e secundárias em sua construção. O Old Skool para crianças e também para bebês recebe uma etiqueta especial constituída por uma roda de cores original com o intuito de educar os pequenos artistas sobre a teoria das cores.
Você encontra todos os produtos e coleções citados aqui em vans.com.br.
por. tobias sklar