O que habita em mim

 

“O que habita em mim” é uma série de registros históricos sobre três artistas periféricos da cidade de São Paulo, Brasil. Mergulhamos no dia a dia deles durante esse período de isolamento social no intuito de entender como se dá o processo criativo deles nesse momento e por quais sentimentos e questionamentos eles estão passando.

A Lay, 29, por exemplo, é uma rapper de Osasco, um município de São Paulo. Ela mora com a avó numa casa e conta que passou a entender muito mais a conexão e similaridades que ela tem com a mãe e a avó nesse período de convivência extrema.

 

 

O Pegge, como ele mesmo diz é “menino pródigo criado sem pai”, pintor negro de 22 anos que começou há muito pouco tempo a pintar e já possui um trabalho super forte. Ele faz um retrato da sua juventude e do universo que o rodeia e que ele admira.

 

 

A Mackaylla é uma drag queen de Brasília que veio para São Paulo a alguns anos tentar uma vida na arte. Mackaylla é um personagem criado por Vinicius, um homem gay que divide com a gente todos os questionamentos sobre ter duas personas e estar isolado em casa sem poder sair. são talentos novos e independentes que estão no corre de se entender como artistas, se encontrar.

 

 

Toda a produção foi feita de forma remota, quando decidimos fazer os filmes a cidade de São Paulo se encontrava no maior momento de reclusão, estávamos completamente isolados e não iríamos expor ninguém ao perigo. Enviamos aos artistas um kit com câmera e tripé, escolhemos trabalhar com uma câmera de baixa complexidade e enviamos um video explicando o passo a passo de como montar e usar o equipamento. Fizemos uma ligação com eles explicando a idéia e pedimos para eles mandarem mensagens de voz contando como estavam se sentindo. A verdade é que não queríamos dizer muito que deveriam fazer, e sim deixar expressarem a intimidade real. Não acompanhamos o processo, ver e ouvir o material depois era sempre uma ótima surpresa. As fotos já haviam sido clicadas pela Lari antes do isolamento, e a pós produção foi dividida entre nós, o Del ficou com edição e legendas e a Lari com a correção e cor. As trilhas sonoras foram feitas pelos nossos amigos da Antfood Amsterdan.

Assista:

 

Ficha Técnica

produtora – Delicatessen
direção – Del and Larissa Zaidan
artistas – Laysa, Mackaylla, Pegge
produção executiva – Luciana Mattar and Mario Peixoto
produção – Guilherme Valiengo
fotografia – Larissa Zaidan
musica – Antfood
edição – Del
cor – Larissa Zaidan