Um “até logo” pra Casa do Mancha

Se você é frequentador de rolês na Vila Madalena em São Paulo, com certeza conheceu e frequentou a Casa do Mancha em algum momento pré-pandemia.

Danilo Leonel, o Mancha, literalmente abria sua casa para atrações culturais e bons drinks na noite paulistana desde 2007, começando com um show do Polara. De fato, ele não morava mais lá, mas seu coração e seu nome ainda faziam parte do lugar. Foram mais de 2 mil shows dos mais diversos nomes da música brasileira e internacional, abrigando, de forma intimista, pessoas de várias áreas.

A Casa do Mancha também era um anexo da VISTA, que em algum momento da nossa moradia na Vila Madalena, teve até uma passagem secreta que ligava os dois lugares. Nossa proximidade era além da localidade e nossa união trazia música, ideias e amigos para dentro das nossas casas.

No dia 10 de março de 2021, uma notícia triste: a Casa do Mancha fará um intervalo sem previsão de retorno. Essa é mais uma atração cultural de São Paulo que, infelizmente, fecha suas portas devido à pandemia do COVID-19.

Nós aqui da VISTA acreditamos que as boas ideias são pra sempre, então por isso gostamos de pensar que esse não é um adeus, mas sim um “até logo”. Estamos tristes pelo fechamento do local, mas felizes por termos vivido de perto tudo isso. Sabemos que o incansável Mancha não vai deixar de criar e produzir mesmo com a Casinha fechada. Esse cara é sinistro, temos certeza de que a energia da Casa está dentro dele e isso continuará sendo transmitido para todos nós de outras formas.

Obrigado Mancha, obrigado Casa do Mancha. Seu legado vive em todo mundo que cantou junto das bandas na casa. Aguardamos ansiosos pelas suas novidades. Conte sempre com a VISTA.