VANS SKATEPARK SP

Como avisamos pelas redes recentemente, a Vista nunca foi uma coisa só.

Além da revista, sempre tivemos envolvimento em diversos outros projetos, fossem próprios ou de parceiros.

Um desses nossos maiores parceiros é justamente a Vans, com a qual estamos tendo a honra de participar de um momento único na história: a construção da primeira pista pública verdadeiramente de Park em São Paulo.

 

 

A pista, construída com assessoria da Califórnia Ramps (responsável por dezenas de pistas ao redor do mundo, além de ser oficialmente quem produz os circuitos do VPS) fica no Parque Cândido Portinari, anexo ao Parque Villa Lobos. Ela vai ser de todos os skatistas, afinal a Vans está construindo, mas ela é pública, e sua inauguração será com nada mais, nada menos, que os melhores skatistas do mundo na etapa brasileira do Vans Park Series. Se agende, o evento rola nos dias 1 e 2 de junho. Mas vamos avisando por aqui sobre a série de outras atividades que vão rolar até lá.

EVENTO DO CAMPEONATO NO FB 

Inclusive, esta matéria será alimentada sempre que houverem novidades em relação a pista e ao Park Series. Por isso, acompanhe um pouco do passo a passo da construção e também depoimento de skatistas que terão o privilégio de manobrarem por ela como Vi Kakinho, Dora Varela e Yndiara Asp.

“Como a pista da está sendo feita pela California skatepark, uma empresa veterana na área de Park nos USA, ela tem tudo pra ser umas das melhores do Brasil com muitos obstáculos novos e inovações” comentou Vi Kakinho. Na mesma linha Rodrigo Kbça, um dos mais experientes jornalistas e fotógrafos do Brasil e que hoje trabalha na Vans, comenta que “a Vans organiza hoje o maior evento da modalidade park do mundo e no Brasil, apesar das etapas memoráveis que tivemos, as pistas nunca foram elogiadas. Agora, além de trazer a etapa, conseguimos construir uma pista que realmente preenche todos os requisitos da modalidade e, o melhor, conseguimos fazer algo que fica para a galera do skate de São Paulo e do Brasil. Acredito que beneficiar os skatistas acaba sendo o principal motivo de um investimento como esse. Cada vez mais as os skatistas conseguem reconhecer as marcas que estão realmente apoiando o skate e a nossa galera e isso é importante. Já consigo imaginar os talentos que irão surgir nessa pista”. Outro veterano das pistas de cimento, Daniel Kim também reforça a importância da pista, “com essa onda de skate olímpico foram realizadas várias pistas no país sendo que os detalhes técnicos foram deixado de lado, pois muitos das pistas foram feitas para iniciação do skate e não para o skate de alto nível e sem se importar com o lado criativo dos usuários. As pistas no Brasil são muito defasadas, pois não são criativas, feitas por pessoas que confundem curvas com bowls, fazendo a modalidade se parecer com o estilo do Vert (half pipe) e não com a modalidade park, onde o estilo deveria ser mais abrangente, do modo Overall. Essa pista veio para darmos novos conceitos ao skate, tanto na forma de se praticar como construir pistas” finaliza.

 

 

Para Dora e Yndi, a pista veio mais do que em boa hora. Afinal, elas competem no VPS ao redor do mundo e sentiam a necessidade de uma pista adequada para receber suas amigas no Brasil Para elas a gente pediu comentários sobre a expectativa da etapa desse ano. Dora nos disse que “é um campeonato muito grande, muito importante para o skate e fará os gringos perceberem a força e a influência que o Brasil tem. Pode também incentivar pessoas de fora do skate a começarem a praticar e puxar o nível da galera”. E a Yndi lembra que “é a primeira vez que vai ter a categoria feminina no VPS aqui no Brasil, então estou bem animada em receber as meninas de fora e competir com elas em casa”.

Finalizando por hora ficamos com o recado do Kbça: “O Brasil, além de um celeiro de grandes talentos, também é um mercado que atrai muitos investimentos, mesmo com as crises e falta de estabilidade política. Com todas as nossas conquistas, tanto nas competições, organização do skate e no que se diz respeito ao skate mais raiz, que vive nas ruas mesmo, é impossível deixar o Brasil de fora de eventos como estes. Existe o interesse do mercado, mas também existe o reconhecimento pelo talento do skatista brasileiro e em relação a isso, merecemos esses eventos e muito mais!”

 

 

E o que você acha dessa movimentação toda? Ficou com vontade de conhecer a pista? Compartilhe essa informação com seus amigos e conta pra gente a opinião da galera. E fique atento as atualizações dessa notícia.


Fotos por: Flavio Samelo e Anthony Kunze