MACK – VISTA 39

Publicado em 30/09/2021

Marcelo Macedo, conhecido como Mack, é do Rio de Janeiro e tem nela a sua maior fonte de referência, inspiração e fonte de trabalho. Começou a pintar porque um dia foi andar de skate no bowl da Lagoa mas não conseguiu, pois o Binho, famoso grafiteiro, estava pintando e a sessão não aconteceu. Ele e seus amigos ficaram ali assistindo Binho pintar e isso mudou totalmente o jeito de Marcelo olhar as coisas dali pra frente. Começou a grafitar e desenvolver outras formas de trabalho como telas e esculturas, que ele chama de “Guias” como um santo, para guiar sua fé.

Suas memórias com referências religiosas, skateboarding, street art e a vida carioca, transformaram seu trabalho numa produção muita única e carregada de informações. Peixes e animais marinhos acompanhados de frases que apoiam a calma e a consciência para com a natureza e tudo mais, compõem os elementos de seus trabalhos. Tudo isso produzido com madeiras raras achadas pela cidade, metais achados pelas praias cariocas, peças de skate bem velhas que acabam virando eternas, ganhando nova vida em suas obras. A ideia de dar continuidade aos pedaços de natureza encontrados pelas ruas do Rio de Janeiro, movem o trabalho de Marcelo à frente.

 

A riqueza dos detalhes e dos acabamentos em suas obras é impressionante, mínimos detalhes saltam aos olhos, você para e analisa, lê e fica pensando naquilo que está escrito. Em seu site você pode ver a quantidade de trabalhos que Mack vem produzindo nesses últimos anos. Quando conversamos sobre fazer uma entrevista para essa edição ele logo produziu peças inéditas, feitas especialmente para a revista. E acabamos escolhendo um desses trabalhos para a nossa capa, nada mais a honrado para guiar nossa fé no skate e à essa cultura toda que cerca as pessoas que vivem e produzem através do skate e das ruas.

Texto por Flavio Samelo