A Transição de Ygor Picolino

Publicado em 31/05/2021

Transição é a nova parte do Ygor Picolino, filmada e editada por Grael Simões e fotografada por Nadine Souza, mostrando que andar de skate na pandemia requer cuidados.

 

Uma quadrinha com alguns obstáculos. Foi tudo que o Ygor Picolino precisou para fazer a parte Transição. Filmada em 5 meses durante a pandemia do Covid-19, a parte conta com o apoio de pessoas próximas na execução: quem filmou e editou foi o Grael, amigo desde 2013, e quem fotografou foi a Nadine, que é namorada do Ygor. A parte saiu no Black Media e está no final deste artigo. 

Mas antes de você ir correndo assistir, a gente precisa te dar um spoiler: não, não tem manobras de transição. Como os próprios envolvidos disseram, o nome não vem de andar em quarters, halfs e afins. Se liga:

“Quando o Grael me falou do nome, minha primeira reação foi dar risada e achar legal, mas eu não tinha nem pensado direito nas transições da minha vida. Depois eu refleti sobre e me liguei que tem tudo a ver com o momento que eu estava vivendo. Eu estava passando por uma fase sem patrocínios e no fim do projeto comecei a fazer a transição de entrar para umas marcas… A vida é uma transição, né? Eu estou sempre transicionando pela parada” – Ygor 

Além desses momentos pessoais que os envolvidos estavam passando, existia (e existe, porque vivemos num país que atrasou a compra das vacinas) a Covid-19 mudando todos os planos e alterando o dia a dia dos presentes. A escolha de uma quadra com menos gente foi perfeita para isso. “Tinha vezes que estávamos só nós”, a Nadine disse.

“O Grael é o cara que mais se cuida. Tá sempre de máscara, gel. Nem comia direito na rua porque ficava encanado. Teve vez que ele quase desmaiou, porque estava sol e ele estava sem nada no estômago (risos)” – Ygor

“Eu fiquei mó cota em casa, vendo vídeos e notei que a galera do skate estava andando normal, fazendo vídeos, manobrando… E eu pensava: ‘po, mas tem uma pandemia rolando”. Foi aí que acabei me desbloqueando pra poder andar mais, mas sempre de máscara e com álcool gel nas sessões.” – Grael

Nas fotos, quem ficou encarregada foi a Nadine Souza e, como a gente pode ver nas fotos desse artigo, o olhar dela foi para além das manobras. Como ela mesma disse: “eu gosto muito de tirar fotos de skate, mas não só das manobras. Quero registrar o momento, o antes e depois, o sentimento de estar naquele lugar. Peguei esse lifestyle da sessão, o por trás das manobras” 

 

Outro fator fundamental para o sucesso desse projeto foi a amizade. Como a Nadine disse, “a gente acaba compartilhando coisas não só do skate, acaba virando uma preocupação além das sessões”. Para o Grael, “é mais fácil compartilhar ideias, ter mais sintonia, tudo flui mais naturalmente”. E para o Ygor, “foi um aprendizado gigante com os dois, lições pra além do skate; aprendi muito com os dois, desde coisas de estilo, a como enxergar o mundo e o skate de formas diferentes”.

 

Convenhamos: as transições da vida são mais legais quando estamos com os amigos. Assista ao vídeo Transição, de Ygor Picolino, completo aqui: